Veja bem: Numa medida saudável jamais ignorar os conselhos do pai e da mãe ou de quem nos ama de verdade e quer o nosso bem. Porém, não é saudável deixá-los sempre decidirem por nós.


No mais, e se a quem lhe traiu você decidiu dar uma segunda chance? Boa.

Você recusou uma proposta de casamento super bacana? A torcida que espere o próximo chute seu. 

Quem está na arquibancada dificilmente sabe o que é melhor para você. Às vezes, sério, nem você; mas, ao menos você assumirá as consequências de algo que tentou fazer dar certo porque desejou e escolheu por si mesmo.

Todas as decisões devem ser feitas por você e pelas suas próprias razões. Você não deve explicações a ninguém.

A vida muitas vezes parece complicada, aliás quase sempre. Mas as pessoas ao nosso redor podem tornar as coisas ainda mais difíceis, ou podem aliviar nossos fardos, respeitando e. quem sabe, apoiando nossas escolhas pessoais. 

Livre-se do fardo de dar satisfação da sua vida aos outros!




Satisfações que você não deve a ninguém:



Comece 2020 feliz, radiante, livre. Livre da necessidade de sempre dar explicações da sua vida aos outros.

Ser membro ativo em algum grupo pode enchê-lo com enfadonhos tipos de pressão e estresse.

Algumas situações fazem-lhe se sentir como se você devesse responder de uma determinada maneira ou agir de uma forma específica. E sim, algumas pessoas pensam que sabem o que é melhor para 
você e seu sustento.

Então assuma de vez no mais profundo de você mesmo e, para sempre, que você não deve explicação alguma a ninguém em tempo nenhum.

Mas enquanto isso, tente analisar esses pontos em que a coisa fica mais complicada no seu dia a dia e 
você cai na subestimação:



Sua situação em casa.


A forma como você vive a sua vida em casa não é da conta de ninguém, só da sua. 

Não importa se você tem colegas de quarto, vive sozinho, vive solteiro ou com um parceiro, ou se você ainda vive com seu ex.

Lembre-se que quanto mais feliz você se sente com suas decisões, menos se importa com a opinião dos outros.

 E tem mais: a vida de uma pessoa livre ofende aqueles que vivem presos às aparências.



Suas prioridades de vida.



Sonho de aprender uma terapia para ganhar dinheiro?

Sonho de se casar com a pessoa mais interessante do pedaço?

Sonho de se tornar um pastor na sua igreja?

Sonho de ser um padre admirado?

Deseja vender tudo, juntar a grana e viajar pelo mundo?

Pois então, o que lhe impede? O medo das consequências, o controle social? A crítica da família? Vá em frente! Lembre-se, você nunca precisa explicar suas prioridades para ninguém, porque são suas prioridades e de nada valeriam se tentassem impressionar as pessoas.



Caso você precise de um tempo sozinho.



Se você precisar de um tempo sozinho em sua vida, você não está sendo rude, introvertido, ou hostil, apesar do que os outros possam pensar. Só precisa de seu tempo para ficar sozinho. Todos precisamos de tempo para encontrar o nosso centro e nos reorientarmos. “De que vale ao homem ganhar o mundo se perder a sua própria alma?” (Jesus Cristo)




Sua aparência física.



Importa que você se sinta bem, esteja feliz e se sentindo.

Corpo gordo, magro, com ou sem aquelas coisas condenadas ou bajuladas pela massa?

Todos nós passamos por mudanças no corpo, aliás “nosso corpo”. Perder peso, ganhar peso, um novo penteado, crescer ou cortar a barba ou fazer qualquer coisa diferente com sua aparência física não requer uma explicação pública. Eles vão ter que se relacionar com você mediante as suas escolhas e ponto final.




Suas preferências alimentares.



Você pode escolher sim ser uma pessoa vegana, vegetariana, lacto vegetariana, adorar carnes, fazer a festa com as massas. Os incomodados que virem o ângulo de visão e vão catar coquinho.

Nem todo mundo é fã de pizzas e hambúrgueres. Algumas pessoas gostam de sanduíches de banana e bacon ou preferem espaguete com manteiga, em vez de molho de tomate. Todos nós temos gostos diferentes, quando se trata de comida. Se alguém tentar julgá-lo, não ligue para isso. Basta ir em frente e mergulhe suas batatas fritas no seu sorvete.


Sua vida romântica.


O coração tem razões que a própria razão desconhece, é um órgão acéfalo.

O sentimento é algo muito pessoal na nossa vida, portanto é intransferível reconhecer e valorizar os seus valores exclusivos. Se você tem ou não um romance na vida, se é uma pessoa  romântica  ou não, o problema é só seu, para o bem e para o mal.

Não é da conta de mais ninguém. Como em tudo que vimos falando até agora, novamente, a opinião deles não deveria importar para você.



Sua carreira ou escolhas pessoais.



Vá na direção que você quiser e siga o caminho que escolher. Se você é alguém dotado de  talento que deseja trabalhar com a arte, siga o seu coração. Se ser ator, cantor, médico, mecânico, advogado, agricultor, agropecuarista é o seu sonho, mire o horizonte com inspiração e vá em frente.

Quem realmente se preocupa com você vai sempre resepeitar a sua decisão.



Suas opiniões religiosas ou políticas.



Nestes dias, é fácil comprar uma briga, basta perguntar a alguém qual a sua afiliação política ou religiosa e logo começa a discussão. Em quem você votou nas últimas eleições, se é católico, espírita, evangélico ou protestante, ainda aqui é a sua escolha que vale, pois ela é só sua, e você em tempo algum precisa defender suas crenças, desde que sejam edificantes e na conformidade da lei. 

Porém, trocar ideias e pontos de vista pode expandir a mente e é benéfico para ambas as partes, mas “tudo começa pelo respeito”.



Ser solteiro.



Não obstante, se você está solteiro há uma semana ou há um ano, você, provavelmente, está confortável com a decisão neste momento em sua vida. Se as pessoas estão pressionando você para encontrar alguém ou para se casar e se estabelecer, mande-lhes cuidar de suas vidas, para se importarem apenas consigo mesmos, enquanto for tempo.



Suas escolhas dentro de um relacionamento.



A ex-mulher pediu para que voltassem e você aceitou? Parabéns! Quem vai morar ali entre quatro paredes são vocês, os xeretas precisam encurtar o nariz.

Você perdoou os graxos motivos de uma briga ou separação? Quem manda mais que você em suas decisões?

E quem lhe traiu? Você decidiu dar uma segunda chance? Boa.
Você recusou uma proposta de casamento super bacana? A torcida que espere o próximo chute seu. 

Quem está na arquibancada dificilmente sabe o que é melhor para você. Às vezes, sério, nem você; mas, ao menos assumirá as consequências por algo que tentou fazer dar certo porque desejou e escolheu.

Todas as decisões devem ser feitas por você e pelas suas próprias razões. Você não deve explicação a ninguém.

A vida muitas vezes parece complicada, aliás quase sempre. Mas as pessoas ao nosso redor podem tornar as coisas ainda mais difíceis, ou podem aliviar nossos fardos, respeitando e. quem sabe, apoiando nossas escolhas pessoais. 


Livre-se do fardo de dar satisfação da sua vida aos outros!




0 Comentários