Quem cria expectativas dentro de si, cria também muitas decepções.

Esperar com exagero é agir na contramão da esperança, pois o seu causador é a ansiedade e não é sábio deixar-se guiar por ela.  

Esperamos em demasia de nós mesmos, dos outros, da vida, do mundo  e nem sempre as coisas acontecem da forma como fantasiamos. São nesses momentos que surgem as decepções, onde perdemos a confiança em nós mesmos e ficamos sem saber como recomeçar no caminho certo.

Imaginamos amores perfeitos, romanceados e eternos, amizades sem traição, negócios da china, seres humanos sem pecado, dinheiro sobrando e até com um padrão de vida mental e espiritualmente sem falhas. 

A obrigação de exibir uma vida perfeita nos impinge num mundo irreal, onde nos impomos uns aos outros desejos que satisfaçam aparência de sucesso em troca do reconhecimento de cada pessoa, em cada situação, na expectativa de saciarmos a nossa sede de sermos melhores que os outros. 

Nem sempre compreendemos bem, mas a vida não tem condição de seguir a nossa loucura quando  planejamos fazer com que ela saia do seu curso e se adapte a nós. 
.................
Em alguns momentos, as decepções são inevitáveis, pois elas fazem parte da vida e, através delas, crescemos e nos aproximamos de quem devemos ser.

Há sempre algo que podemos fazer para evitar o sofrimento exagerado e diminuir as expectativas.

As coisas não vão deixar de acontecer como devem, apenas porque você sofrerá com isso. Uma pessoa que não pertence ao seu lado não vai permanecer apenas para que você não sofra, da mesma maneira que uma situação que lhe faz bem agora não se manterá a mesma para sempre, só para agradá-lo.

Tudo acontece devidamente como tem que acontecer, magoando-nos ou não, e é por isso que precisamos manter nossas expectativas sempre controladas, para que cada nova mudança não se torne lamentação e tristeza.

Quando nos libertamos das expectativas e aprendemos a receber a a vida como ela é, somos nós mesmos e evoluímos rumo à felicidade, deixamos de sofrer por tudo, porque compreendemos que existe um significado maior por trás de cada coisa. 

Por isso, é fundamental aproveitar intensamente as pessoas como elas são, os fatos como acontecem e as coisas da forma como se apresentam - e logo -  enquanto ainda estão em nossa estrada, para que não haja arrependimentos quando a imensa sucessão de oportunidades não venha nos buscar ou levar embora alguns destes alvos mencionados.

Cada pessoa sempre é as marcas das lições diárias de umas tantas pessoas; entendemos que cada pessoa tem a sua história e papel a cumprir no mundo, por isso, desejar que permaneçam ali só para nós é muito over, é demais e, convenhamos, tomando um banho de realidade vemos que também é desnecessário visto que nada é para sempre. Essa expectativa é cruel, auto sabotadora,  deve ser considerada uma atitude egoísta.

Convenhamos, nem todas as pessoas, coisas e/ou momentos que passam por nossa vida precisam ficar; visto que vivemos num espaço e tempo em que nem nós ficaremos. 

Estamos nesse mundo, mas não somos daqui. Esse corpo é uma fortuna incrivelmente mágica, mas precisamos viver mais desapegados de tudo que é perecível, contingente, passageiro, fugaz. Isso inclui ter menos expectativas, porque a vida é um festival de permanente mutação, e, do nosso lado, cabe aceitar numa boa, pois quanto mais nos negamos a fluir com ela, mais sofrimento e dor criamos.

Não vá dormir hoje sem aceitar que a sua expectativa é um caminho mais curto rumo à decepção. 

Jamais fantasie demasiadamente sobre seu ponto de vista de como as coisas devem ser; apenas aceite-as da maneira que chegarem a você e faça o melhor enquanto ainda permanecerem ao seu lado. É assim que criará uma vida de verdadeiro valor!

0 Comentários