Praças Cesáro Motta/Rodrigues de Abreu/Capivari/SP



A rotina com motivação e fé e a rotina sem motivação e sem fé.


No repetitivo dia a dia, no campo da atividade profissional, agindo muitas vezes por piloto automático, sem pensar e sem sentir nada,  nós nos encontramos com dificuldades a princípio insolúveis e/ou  até incompreensíveis.


Nestes momentos o desânimo "bate à porta" e nós desacreditamos de nós mesmos.


Nesse momento nossas lutas parecem vãs, infrutíferas.


Nossos sonhos, num piscar de olhos, nos abandonam, misturando-se à poeira da estrada.


Isso nos desempodera, enfraquece a nossa vontade.


Fica difícil distinguir se é melhor retroceder ou avançar.


Nessa hora ficamos parados no tempo, alimentando uma estagnação diabólica


Não ir nem vir é um pecado contra os talentos,


Uma blasfemia contra o tempo que só avança


E ao mistério da vida que não se cansa de mudar, mudar, sempre mudar.


Porém o tempo, sempre ele, "o senhor da razão", exerce o seu magistral poder,


Nos encaminha para o bêco da reflexão, a  sala das memórias,


Nos matriculando na escola das necessidades e deveres.


Por isso, ali, sozinhos, quase abandonados em nós mesmos, distantes de tudo e de todos,


Percebemos o quanto já fizemos para traz ao longo do caminho percorrido


E quantos momentos iguais ou piores do que esse já superamos.


Vai dar tudo certo.


Talvez seja o momento de fazer um novo começo,


Mas ainda estamos no contexto, pertencemos à vida e grandemente.



Isaías 40:31 mostra o caminho de superação:



"mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam bem alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam."




Somos vencedores.


Vencemos já  muitas batalhas.


Mas nunca perderemos a guerra se tivermos a fé e a motivação


Vai dar tudo certo de novo.


Venceremos essa batalha também.


Já deu tudo certo.


"Felizes são as pessoas honestas, pois tudo dará certo para elas, e elas ficarão contentes com aquilo que ganharem com o seu trabalho." Is 3;10
Tenha um ótimo dia.




0 Comentários