Escrevendo esse post bem no dia da morte da dra. Ana Maria Primavesi, uma autoridade que muito se serviu do do Globo Rural. A inesquecível engenheira agrônoma austríaca morava e realizava pesquisas no Brasil desde 1948.  Ana Maria é uma das precursoras nos estudos sobre agroecologia e agricultura orgânica no país, faleceu neste domingo, 5. A informação foi confirmada através de um texto de despedida intitulado “Um jatobá que tomba, centenário”, em sua própria página do Facebook.


Por ela e pelos que ficamos continuemos batendo na tecla da positividade, de empreendedorismo e elencando projetos que deram certo no Brasil.


                                              https://globoplay.globo.com/v/8211474/


O Globo Rural é um exemplo disso. Independente do arsenal da Rede Globo, a quem costumeiramente a sociedade atribui o sucesso de tudo, o Globo Rural dependeu daqueles e daquelas que ainda estão lá, agora de cabeça branca ou cabelos pintados para disfarçar a soberba passagem do tempo.

Nessa linha, ouso lembrar os projetos mal sucedidos, talvez bem mais numerosos, que, nesses incomensuráveis 40 anos de mudanças, foram caindo por terra, um a um, sobretudo os modismos, alguns até reeditados como o “Show da Virada” de Aloisio e Luiz Marcelo Legey, os sertanejos “Amigos”, também deles, hoje catapultados pelo incrível Michel Teló.


Para ser o mais honesto possível, ao iniciar essas palavras bati na porta do Google pesquisa. Fiz alguns contatos, claro, mas evitei, com isso, dezenas de telefonemas, emails e de intermináveis releituras de coisas que iam demandar um tempo indisponível de vida para mim e poderiam não acrescentar tanto aqui para você.  

Primeira demanda enxergada é o tamanho da mão de obra empregada na primeira equipe, totalmente modernizada para aquela época  e a atual equipe geral, que inclui free lancer naquela época impensáveis, tamanha era a força do Sindicato dos Jornalistas herdada de Getúlio Vargas. E o tamanho da equipe do Globo Rural hoje com a automação e terceirização. O programa fatura cifras altíssimas agora, cobre muito mais temas e locais e a categoria está por ali se garantindo, mas bem menos prestigiada em número de coleguinhas tão merecedores e necessitados de um lugar ao sol.




   

                                                          As contribuições do Globo Rural



O Globo Rural é um feito maravilhoso em toda parte do Brasil. Vejo em casa pelo produtor e pecuarista Divino Luiz da Silva, meu sogro, que vai passar a vida no campo. Ele assiste sem falta, religiosamente, anota as informações para comprar e vender cabeças de gado e  o leite que produz. 

Seu Divino passa a semana inteira comentando o preço dos alimentos e carnes, as dificuldades de cada setor, a glória dos que lucraram e como fazer para permanecer firme respirando no mercado.
Assim acontece com os amigos dele, quando aparecem para o cafezinho. O Globo Rural é uma referência, de forma que deixo aqui as contribuições do programa à vida real do seu público alvo:


1.       A agilidade, estilo e credibilidade dessa revista eletrônica rural reincidente toda semana.

2.       O índice de alcance que atualmente a Rede Globo tem, seja por sinal aberto, parabólica, a cabo, digital,  em perfeita sintonia com o setor, cobrindo direto as entidades de classe sem cor ideológica e apartidária.

Por exemplo, nessa edição de 1600, exibida no dia 18 de novembro de 2011, edição histórica, pois o Globo Rural entrava em grande estilo para a Central Globo de Jornalismo coordenando a montagem do Projeto Amazônia: https://www.youtube.com/watch?v=IK1KKqvAaFM.

3.       Fornece uma orientação quase pedagógica, uma perfeita assessoria/prestação de serviço aos produtores rurais, que, até 40 anos atrás, sem o Globo Rural, viviam isolados e só tinham o Sindicato Rural, o Banco do Brasil, as sedes oficiais nos níveis federal, estadual e municipal, que, nunca  funcionam a contento, na altura da necessidade da população envolvida na agricultura e pecuária. Como esta matéria que foi ao ar em 2011:  ( http://g1.globo.com/videos/economia/globo-rural/v/produtores-comecam-a-adotar-praticas-que-evitam-o-sofrimento-dos-animais/1497521/#/Todos%20os%20v%C3%ADdeos/20110501/page/1 

Assim é em toda edição, o Globo Rural fala direto aos lares, às roças, como no programa da data de redação desse post, 5 de janeiro de 2020. Enquanto o programa estava no ar, a equipe já exibia o seu conteúdo imediatamente no Globo Play e, sabiamente, no G1: https://g1.globo.com/economia/agronegocios/globo-rural/noticia/2020/01/04/veja-os-destaques-do-globo-rural-deste-domingo-05012020.ghtml

Concluindo esse reconhecimento público, segue o meu post no Facebook na data, única homenagem que restou para eu fazer, e fiz:





0 Comentários