Poema que recebi do Pratinha:
(Mário Quintana )

O tempo não pode ser segurado; a vida é uma tarefa a ser feita e que levamos para casa.

Quando vemos já são 18 horas.

Quando vemos já é sexta feira.

Quando vemos já terminou o mês.

Quando vemos já terminou o ano.

Quando vemos já se passaram 50 ou 60 anos.

Quando vemos, nos damos conta de ter perdido um amigo.

Quando vemos, o amor de nossa vida parte e nos damos conta de que é tarde para voltar atrás...

Não pare de fazer alguma coisa que te dá prazer por falta de tempo, não pare de ter alguém ao seu lado ou de ter prazer na solidão.

Porque os teus filhos subitamente não serão mais teus e deverá fazer alguma coisa com o tempo que sobrar.

Tenta eliminar o “depois”...

Depois te ligo...

Depois eu faço...

Depois eu falo...

Depois eu mudo...

Penso nisso depois...

Deixamos tudo para depois, como se o depois fosse melhor, porque não entendemos que:m

Depois, o café esfria...

Depois, a prioridade muda...

Depois, o encanto se perde...

Depois, o cedo se transforma em tarde...

Depois, a melancolia passa.

Depois, as coisas mudam...

Depois, os filhos crescem...

Depois, a gente envelhece...

Depois, as promessas são esquecidas...

Depois, o dia vira noite...

Depois, a vida acaba...

Não deixe nada para depois porque na espera do depois se pode perder os melhores momentos, as melhores experiências, os melhores amigos , os melhores amores ...

Lembre-se que o depois pode ser tarde.
O dia é hoje, não estamos mais na idade em que é permitido postergar.
Talvez tenha tempo para ler e depois compartilhar esta mensagem ou talvez deixar para...”depois”

Sempre unidos:
Sempre juntos...
Sempre fraternos...
Sempre amigos...

(Passe aos seus melhores amigos; não depois... Agora!)

0 Comentários