Há muitos que já correram as barras de pessoas com os mais variados tipos de enfermidade. Perto dessas pessos estou engatinhando apenas pelo caminho de incluir pessoas.



Tudo aquilo que é pesado para você, lhe exclui.



Tudo é que é leve, inclui.



Barra de Access é uma ferramenta incrível que possibilita à pessoa buscar superação à moda dela, apenas criando sob novas energias e numa perspectiva oposta às crenças limitantes.



Daí que não há nada que não se consiga com ela e nem que se consiga sem dar a necessária liga.



Foi assim que topei correr as barras de uma linda pessoínha que se sentia no planeta incomodada com o Tremor Essencial.



Como o tratamento seria  um assunto totalmente médico, para não criar julgamentos nem pontos de vista fiz questão de, por 3 meses, digo, até hoje, não estudar nada a respeito, exceto aplicar barras e dar o que podia que é o meu respeito, consideração e carinho, sem influir em absoluto na busca de bela performance terapêutica nem olhando para sucesso ou insucesso.




Apenas me fiz presente, ali, à disposição.




Ela mesma veio recomendada por pessoas que se sentiram ajudadas pela ferramenta de Barras. E nas primeiras 4 sessões disse espontânamente estar obtendo significativa melhora.




Porém, desapareceu por 60 dias e reapareceu agora se dizendo pior que antes, mas ainda esperando o melhor da ferramenta.




Baseando-me nisso, comecei a procurar informações, mediante pedido expresso de ajuda. E bati bola com alguns neurologistas, para quem, independe de como for ou não for  a próxima sessão, haverei de encaminhá-la, certo de que é a melhor providência, embora lhe seja contribuição também se manter até as 10 sessões se completarem, sendo que outros aspectos de sua vida estão indo muito bem depois de Access.



Enquanto aprendo sobre, redijo para compartilhar no blog o que colher a respeito desse distúrbio chamado tremor essencial.



Se você  precisar conhecer melhor o assunto, veja estes e muitos outros vídeos gentilmente compartilhados pelo neurologista dr. Willian Rezende, fundador da Regenerati Neurologia em suas redes sociais.






Jamais imaginaria que essa terrível manifestação de desconforto existisse ou fosse assim tão comprometedor da qualidade de vida real, em termos de tirar o sossego e a paz de uma pessoa.

Conheci o TE no consultório, através de uma jovem tão merecedora de algo bom, trabalhadora, bonita, formada e cheia de esperança. Ela ouvira dizer por pesquisa que correndo as suas barras pela ferramenta de Access poderia se safar de tamanho infortúnio.

Nessa altura vamos para a 5ª  sessão e, sinceramente, ela acaba de marcar também a 6ª e não estamos vendo melhoras, e, no dizer dela, até alguma piora; claro que não por causa de Access mas pelo fato de estarmos diante de uma coisa que só avança e a medicina diz nunca retroceder.

E agora?

Não posso nem devo formar juízo de valor, estabelecer qualquer sinal de julgamento sobre coisa alguma. Ponto de vista é apenas ponto de vista de um ponto. Em terapia tudo pode mudar de um instante para outro. Mas a dor cala forte em ambos nessa etapa do processo.

Um exemplo para os jovens que desperdiçam vida. Que passam o tempo fazendo coisas que não os levarão a  lugar algum.

O tremor essencial (TE) é um distúrbio do movimento que geralmente afeta as mãos, mas também pode afetar cabeça, voz e pernas. O tremor essencial não é uma doença fatal, mas pode ser um distúrbio gerador de alterações nas condições de vida.

Sem contar que você possivelmente nem imagina o que de desespero e medo, insegurança e terror isso acarreta na vida da pessoa, principalmente no trabalho, no relacionamento amoroso e socialmente.


Mais terrível que pela raridade que é, o tremor essencial frequentemente é diagnosticado de forma incorreta como doença de Parkinson, embora o tremor essencial seja muito mais comum do que se imagina hoje em dia.


Pior ainda, na verdade, nesse caso estamos falando de uma jovem. Mas 1 em 5 pessoas com mais de 65 anos pode ser portadora da doença.


O tremor essencial não é uma doença fatal, mas pode ser um distúrbio gerador de alterações nas condições de vida. Pessoas que sofrem de tremor essencial com frequência perdem a capacidade de desempenhar tarefas simples como dirigir ou ir ao trabalho. Pode ser muito difícil lidar com os sentimentos causados pelo isolamento.


Entre os mais de 20 diferentes tipos de tremor, o tremor essencial é o mais comum. Uma em cada 20 pessoas com mais de 40 anos, e uma em cada cinco com mais de 65 anos sofrem de tremor essencial.


Apesar da média de idade para o início do tremor essencial ser 40 anos, o TE pode aparecer em qualquer idade entre a infância e a velhice.



SINTOMAS





O tremor essencial é caracterizado por um tremor rítmico que ocorre durante o movimento voluntário ou ao manter uma posição contra a gravidade. O tremor essencial é frequentemente diagnosticado de forma incorreta como Parkinson.



Os dois tipos de tremor incluem:


Tremor de ação – um movimento voluntário como levar um copo até a boca.

Tremor postural – manter uma posição, de forma voluntária e contra a gravidade, como deixar um braço ou mão estendida ou levantada.

A maioria das pessoas com tremor essencial tem sintomas tanto do tremor postural quanto do tremor de ação.





CAUSAS E FATORES DE RISCO




O tremor essencial resulta da comunicação falha entre certas áreas do cérebro, incluindo o cerebelo, tálamo e tronco encefálico.

A causa do tremor essencial é desconhecida, mas há provas de que para algumas pessoas o distúrbio é genético. No entanto, mesmo pessoas sem histórico familiar também podem desenvolver o tremor essencial.




TERAPIAS MEDICAMENTOSAS SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA



Em todo e a qualquer tempo, claro, sempre procurar um médico clinico geral, neurologista ou psiquiatra, Embora o tremor essencial seja considerado um distúrbio que não tenha cura, existem várias opções de tratamento.

Sabe-se que a grande maioria das pessoas com tremor essencial se beneficia de terapias medicamentosas mediante orientação e receita médica, quem saberá fazer  abordagem do tratamento bem equilibrada, levando em consideração o histórico do paciente, a resposta aos tratamentos anteriores, enfermidades coexistentes e outros fatores. O início do tratamento medicamentoso se baseia na avaliação dos benefícios e efeitos colaterais de medicamentos específicos. 1




FAZER TALAMOTOMIA



É um tipo de cirurgia cerebral que envolve a realização de uma lesão (destruição controlada do tecido cerebral) na região do cérebro que produz tremores.

A talamotomia provou reduzir efetivamente o tremor em algumas pessoas. As possíveis complicações podem incluir problemas na fala, no equilíbrio e certa dormência.




TERAPIA DE ESTIMULAÇÃO CEREBRAL PROFUNDA (DBS)



A terapia ECP para o tremor essencial é um tratamento cirúrgico que pode diminuir a gravidade do tremor nos braços e nas mãos, relacionado a esse tremor (ET).

O tratamento usa um dispositivo médico implantado, semelhante a um marca-passo, que cria uma estimulação elétrica em regiões precisamente específicas do cérebro. Essa estimulação bloqueia os sinais cerebrais que causam os sintomas do tremor essencial.



CONCLUSÃO:


Nunca, jamais, estas informações conseguem substituir uma consulta médica, assim como também o processos terapêuticos de ajuda complementar. Só um médico é o profissional indicado para orientar de forma 100% segura a pessoa portadora de TE.



REFERÊNCIAS


1. Abordagens do tratamento. Disponível em: www.wemove.org. Acessado em 15 de julho de 2008.

2. Schuurman PR, Bosch DA, Bossuyt PMM, et al. A comparison of continuous thalamic stimulation and thalamotomy for suppression of severe tremor. N Engl J Med. 2000;342:461-468.



0 Comentários