Em termos práticos, o que seria uma pessoa autêntica? Como ser ou tonar-se uma?


Com treinamento qualquer um pode claramente identificar   uma pessoa autêntica.


Uma pessoa autêntica é uma pessoa verdadeira, genuína. 


Alguém real, sem falsidade e que não tenta ser uma cópia de outra. 


Uma pessoa que se apresenta como realmente é, sem fingir ser algo que não é apenas para agradar os outros. 


Ela se reconhece como pessoa única no mundo, confiante em suas habilidades e opiniões e ao mesmo tempo ciente de suas próprias limitações.


As pessoas autênticas são encantadoras, não acha? Elas possuem características que as fazem seres únicos, super especiais. 


São pessoas de personalidade resolvida, marcante, por isso, inesquecíveis. São pessoas inimigas da mediocridade, jamais ficam no meio, sujeitas ao vai não vai do comodismo. 


Claro que, sendo assim, você ou gosta muito ou detesta cada uma dessas incriveis pessoas, pois deixam sempre claro o que são e como pensam. E como sempre se abrem, fica fácil para as pessoas se identificarem com elas ou discordarem do seu jeito de ser.


Uma pessoa autêntica age de forma consistente com as suas crenças. É muito mais genuína e honesta que as demais sobre o que realmente é e o que realmente pensa. 


Ser autêntico e verdadeiro é uma qualidade importante. Nos liberta para sermos o que realmente somos e escolher criar uma realidade acima da média.


Porém as pessoas autenticas não são tão boas quanto as outras na arte de enganar. E abaixo seguem dicas claras de atos que servem, tanto para você evitar cometer, quanto para observar no dia a dia com pessoas em geral. 


Alguns desses sinais são até muito fáceis de detectar, enquanto outros precisam de uma convivência mais próxima, mas eles nos dão uma ideia melhor da verdadeira face daqueles ao nosso redor. 




1. Valorizam os bens materiais ao extremo. 



Vimos no recomendado portal Huffington Post que pessoas autênticas conseguem enxergar o quanto  são vazios os bens materiais, em si e por si só quando falta o sentido que damos. 


E o site LifeHack afirma que pessoas verdadeiramente autênticas valorizam mais as pessoas, relacionamentos e experiências do que os bens materiais. 


As pessoas realmente autênticas na vida são aquelas que estão mais interessadas em você e em seu bem estar do que em futilidades, fama, poder, posses entre outras coisas efêmeras.




2. Vivem para agradar os outros. 



As pessoas autênticas e conscientes sabem que é impossível agradar a todos, porque temos percepções, sentimentos, experiências, pensamentos, energias e opiniões diferentes.


No entanto, as pessoas inautênticas saem do seu caminho para agradar os outros, com a esperança de poderem se aproveitar de seu ato de gentileza futuramente.


 Não dê chance aos fofoqueiros e juízes da vida alheia! Eles são o retrato da falta de empatia




3. Desvalorizam por demais o cuidado consigo mesmo. 



As pessoas inautêntics não cuidam de si mesmas, isso porque não enxergam que quanto mais nos amamos e cuidamos de nossos corpos e almas, mais somos felizes e realizados com nossas vidas.







4. Alimentam muita inveja. 




As pessoas que não são autênticas sentem inveja das conquistas daqueles ao seu redor, mesmo se forem da própria família. 

Isso porque não conseguem manifestar os próprios desejos em suas vidas. No entanto, essa incapacidade é fruto de suas questões internas, e tudo pode mudar para todos com um reajuste de perspectiva e comportamento.




5. São irresponsáveis.



As pessoas inautênticas são irresponsáveis e muitas vezes forçam aqueles ao seu redor a tomarem decisões que beneficiam apenas a elas mesmas. 

Mas, ao chegar a hora de enfrentar as consequências pelas suas escolhas (decisões o atitudes), as pessoas não autênticas, automaticamente culpam os outros,  para fugir da responsabilidade e não pagar o preço.

0 Comentários