Cazuza, Agenor de Miranda Araújo Neto, de 1958 a 1990 buscando a si mesmo em tudo. Dizem que ele foi um cantor e compositor brasileiro, considerado um dos maiores ídolos da geração do pop-rock nos anos 80. Recomendo dizerem que ele ainda é. Ninguém verá seu fim. 


Naquela tarde chegamos no Garota de Ipanema como velhos garotos inventivos. Nada de novo para nós. Era rotina seguir cachorros perdigueiros no final de praia. Rico? Ele era e não se achava, eu não era,  mas me achava. Tinha sempre no bolso algum dinheiro para ônibus que a velha funcionária do Ministério da Guerra e profa. Francisca Abreu não me deixava faltar e muita esperança de desbravar a zona sul, os guetos de famosos, pois, naquele tempo, ninguém (só Roberto Carlso acho) pagava papel de celebridade por viver de arte e precisar aparecer na midia. 

Era uma delícia.

De tão meio sem noção eu era amado até pela torcida do Flamengo trajando livremente a bela camisa do Fluzão tamanho GG emprestada ad eternum pelo anfitrião Adhemar Mineiro ali da Barão de Ipanema.

O errante era nada menos que Agenor Araújo, vulgo Cazuza para sempre. Choro quando passo pelo cemitério São JoãoBatista pelas coisas que deixei de aprender com ele, uma delas a coragem de sentir para exressar a vida com intensidade. Noite dessas não tão dessas assim quase varei madrugada falando alto no portão principal do São João Batista. 

Orando por ele, por sua mãe Lucinha, por seu João velho de guerra. E pelo drama que cada um carrega na trilha da eternidade.

Sim, era 3 da manhã nesse dia que ainda não é o dia focado em plano 1 nessa história, porque dessa vez Cazuza estava do lado de dentro do cemitério com o portão trancado, e quem estava de fora comigo, graças a Deus, depois de um reencontro tétrico num período tétrico para nós, era meu filho, o cineasta Lucas Rossi. Ah, vou falar, mergulhados, em sei lá se uma dezena de chopps enfileirados e gelados ali perto da rua General Polidoro em Botafogo, num boteco desses que hoje, muito depois, está proibido pelo isolamento social.

Vai querer me encarar? Vou trazer umas frases do Cazuza que me marcaram e que até agora ajudam pessoas a serem mais perceptivas no romantismo.

Naquela tarde da qual iniciei falando no começo, andamos, Cazuza e eu, pela Prudente de Moraes saindo do posto 9, falando exatamente nisso e repetindo frases lidas do Vinicius de Moraes, com que íamos encontrar no fim da peregrinação como foram todas as peregrinações. Única exigência do poetão era que nos comportássemos como poetinhas levando um verso no mínimo.

Ali Agenor e eu viramos esses trocadoesr de palavras em que, com menos inibição que eu, e, sem anos afio de seminário católico nas costas, ele virou o Cazuza e eu virei o padre Fermino, cuja reza por ele persistirá enquanto eu viver. Agora contando com ajuda do Lucas Rossi que aprendeu a admirar esse cara que deu a vida para afundar o barco sem rumo da hipocrisia, machismo e falta de saco para amar.

Vou chover no molhado. Mas Cazuza é um dos nomes mais famosos da música brasileira e em anos de carreira e diversas músicas de sucesso, jamais será esquecido.

 


Amor da minha vida, daqui até a eternidade, nossos destinos foram traçados na maternidade! 

Exagerado)

 

 Sou mais uma vítima do amor, e acho que é até bonito…

(Vítima do Amor)

 

Disparo contra o sol, sou forte, sou por acaso, minha metralhadora cheia de mágoas.

(O tempo não para)

 

O amor deve estar sempre presente

Todo dia é dia e tudo em nome do amor!

(Pro dia nascer feliz)

 

E até nas coisas mais banais, pra mim é tudo ou nunca mais.

(Exagerado)

 

Não siga cegamente o que lhe é imposto

Nadando contra a corrente… Só pra exercitar.

(Pro dia nascer feliz)


 A você que é exagerado em todas as situações

Te trago mil rosas roubadas pra desculpar minhas mentiras minhas mancadas.

(Exagerado)

 

Nunca ache que chegou ao fim, continue lutando

Nada nesse mundo é nunca mais…

(Oriental)

 

De repente a gente vê que perdeu ou está perdendo alguma coisa, morna e ingênua, que vai ficando no caminho

(Poema)

 

Eu te imagino, eu te conserto. Eu faço a cena que eu quiser

(Só pro meu prazer)

 

Vida louca, vida breve.

(Vida louca vida)

 

Todo mundo tem um ponto fraco. Você é o meu, por que não?

(Ponto Fraco)

 

Eu perco o sono, Lembrando cada riso teu!

(Eu Preciso Dizer Que Eu Te Amo)

 

Eu quero a sorte de um amor tranquilo!

(Todo o amor que houver nessa vida)

 

É que eu preciso dizer que te amo.

(Preciso dizer que te amo)

 

Te trago mil rosas roubadas pra desculpar minhas mentiras minhas mancadas.

(Exagerado)

 

 Ninguém entende o que eu falo. Ninguém quer saber o que eu sinto.

(Maldição)


Às vezes te odeio por quase um segundo, depois te amo mais.

(Por quase um segundo)

 

Meu caminho nesse mundo, eu sei vai ter um brilho incerto e louco…

(Amor Amor)

 

Pra que mentir, fingir que perdoou ?

(Codinome Beija-flor)

 

O nosso amor a gente inventa, pra se distrair. E quando acaba a gente pensa, que ele nunca existiu.

(O nosso amor a gente inventa)

 

Se não der certo, meu coração é esperto. Não vai parar de bater.

(Filosofia de calçada)

 

O amor passa por transformações

Te ver não é mais tão bacana quanto a semana passada…

(O Nosso Amor A Gente Inventa)

E até o tempo passa arrastado só pra eu ficar do teu lado!

(Preciso Dizer Que Eu Te Amo)

 

Acho que eu não consigo ser de ninguém

(Não amo ninguém)

 

Se eu te escondo a verdade, baby é pra te proteger da solidão!

(Faz Parte do Meu Show)

 

Pra que usar de tanta educação pra destilar terceiras intenções.

(Codinome Beija-flor)

Eu protegi o teu nome por amor em um codinome beija-flor.

(Codinome beija-flor)

 

Dizem que tô louco por te querer assim. Por pedir tão pouco e me dar por feliz…

(Minha Flor, Meu Bebê)

 

Amor, amor. Diz que pode, depois morde.

(Amor amor)

 

Em que bar será que você fica rindo daquele amor que eu achava lindo?

(Filosofia de calçada)

 

Quando a gente conversa, contando casos, besteiras… Tanta coisa em comum!

(Eu Preciso Dizer Que Eu Te Amo)

 

Amor, meu grande amor, só dure o tempo que mereça!

(Amor, Meu Grande Amor)

 

É que esse coração já se cansou de viver só.

(Balada do Esplanada)

 

A solidão é pretensão de quem fica, escondido fazendo fita.

(Pro dia nascer feliz)

 

O teu amor é uma mentira, que a minha vaidade quer. E o meu, poesia de cego, você não pode ver

(O nosso amor a gente inventa)

 

Porque o passado me traz uma lembrança, do tempo que eu era criança..

(Poema)

 

Você me chora dores de outro amor. Se abre e acaba comigo…

(Eu Preciso Dizer Que Eu Te Amo)

 


E o medo era motivo de choro, desculpa pra um abraço ou um consolo…

(Poema)

 

E nessa novela eu não quero ser teu amigo.

(Preciso dizer que te amo)

 

Eu sou e sempre fui vítima do amor 

(Vítima do amor)

 

Aquele garoto que ia mudar o mundo, agora assiste a tudo em cima do muro.

(Ideologia)

 

 Do escuro, eu via o infinito, sem presente, passado ou futuro..

(Poema)

 

Era uma coisa sua que ficou em mim e que não tem fim…

(Poema)

 

Grande pátria, desimportante, em nenhum instante eu vou te trair!

(Brasil)

 

Meus heróis morreram de overdose, meus inimigos estão no poder!

(Ideologia)

 

 Eu vou pagar a conta do analista, pra nunca mais ter que saber quem eu sou.

(Ideologia)

 

Os homens armaram pra me convencer a pagar sem ver.

(Brasil)

 

 

Eu sou um cara cansado de correr na direção contrária. 🤜

(O tempo não para)

 

Ideologia, eu quero uma pra viver! 👌

(Ideologia)

 

Mas se você achar que eu tô derrotado, saiba que ainda estão rolando os dados.

(O tempo não para)

 

Dias sim, dias não, eu vou sobrevivendo sem um arranhão..

(O tempo não para)

 

Em cada esquina cai um pouco a tua vida.

(O Mundo é um Moinho)

 

Faço promessas malucas, tão curtas quanto um sonho bom..

(Faz parte do meu show)

 

Te dou outra vida pra te mostrar quem sou.

(Faz parte do meu show)

 

 Todo amor que houver nesta vida e algum trocado pra dar garantia..

(Todo o Amor que Houver nessa Vida)

 

Digo alô ao inimigo, encontro um abrigo no peito do meu traidor.

(Faz parte do meu show)

 

 Transformar o tédio em melodia..

(Todo o Amor que Houver nessa Vida)

 

Te alcanço em cheio, o mel e a ferida e o corpo inteiro como um furacão..

(Todo o Amor que Houver nessa Vida)

 

Eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades.

(O tempo não para)

 

 Os meus sonhos foram todos vendidos tão barato que eu nem acredito.

(Ideologia)

 

Nós na batida, no embalo da rede, matando a sede na saliva.

(Todo o Amor Que Houver Nessa Vida)

 

 A dor no fundo esconde uma pontinha de prazer.

(Minha Flor, Meu Bebê)

 

Será que você ainda pensa em mim?

(Quase Um Segundo)


 

 

Hum, meu bem, você tem tudo, tudo pra me conquistar.

 

(Por Que a Gente É Assim?)


0 Comentários